Ortodoxia e Alternativas

OrtodoxiaA ortodoxia está associada àquela que é a opinião dominante ou maioritária. O estudo etimológico da palavra leva-nos até à sua origem grega, ORTHODOXO, que significa exatamente opinião certa, doutrina declarada verdadeira.

Nos mais diversos sectores das sociedades humanas, as visões ortodoxas surgem no seio de instituições que ao longo do tempo vão apurado a sua forma de pensar. Na Europa, e depois por todo o planeta, há uma visão ortodoxa dos mais diversos aspetos da saúde e da medicina.

No final do século passado, séc. XX, surgiram visões sobre a saúde que diferiam profundamente da ortodoxia. Estas visões surgiram sob a forma de movimentos, uns mais, outros menos organizados e que propunham uma visão dita “alternativa”.

As “Alternativas” propunham estilos de vida diferentes, quadros dietéticos sem os excessos de comida processada, rica em sal ou em açúcar, chegando mesmo ao vegetarianismo, ao veganismo ou ao crudísmo, que preconiza a ingestão de alimentos não cozinhados. O domínio das “Alternativas” é vasto e carece neste momento de um estudo sociológico profundo. Ao contrário de muitas vozes não é um fenómeno exótico ou passageiro, nem nenhum retrocesso civilizacional. Se lançarmos um olhar à História da Humanidade, nada acontece por acaso nem por capricho.

No seio das “Alternativas” surgiram inevitavelmente prática terapêuticas que foram designadas de “Medicinas Alternativas”, como algo novo. Na verdade englobavam práticas muitos antigas, vindas já do séc. XIX ou antes. Referimo-nos à Naturopatia, à Homeopatia ou à Osteopatia.

Na verdade os fenómenos que fazem surgir alternativas à medicina ortodoxa, não surgiram pela primeira vez nos anos 70 do séc. XX. James Whorton, um historiador americano, que se tem dedicado à História da Medicina, identifica mais duas vagas de contestação à ortodoxia médica: uma em finais do séc. XVIII, com destaque para a Homeopatia e outra vaga em inícios do séc. XX.

Porque razão há estes surtos de Não-Ortodoxia? Pela simples razão que há momentos que a medicina ortodoxa, não consegue dar resposta às exigências do momento.

Se recuarmos mais atrás na História da Ciência e da Medicina, vamos encontrar, recorrentemente ideia novas, que provocaram reações indignadas da ortodoxia. Um exemplo muito curioso, foi quando William Harvey propôs que o volume do sangue no corpo humano seria limitado. E apresentou cálculos que o provavam. Foi caluniado e a ortodoxia perguntou-lhe se ele era médico ou matemático. A polémica era tanto maior, quanto a nova visão de Harvey, punha em causa a prática do sangramento, muito utilizada na altura.

Muitos dos avanços da medicina foram inicialmente considerados modas exóticas, heresias, com a exclusão e a punição dos seus autores.

A abordagem e o estudo de visões não ortodoxas ao longo da História acabaram por ser integradas na ortodoxia, pois houve instituições que estudaram e analisaram as novas propostas.

As propostas que ganharam visibilidade nos anos 70 do século passado, foram sendo analisadas sobretudo no âmbito de uma organização insuspeita: a Organização Mundial de Saúde. O termo Medicinas Alternativa provavelmente já nem faz sentido, pois nas últimas décadas há uma evolução que calma e serenamente tem vindo a integrar áreas como a Acupunctura ou a Naturopatia. Assim, quem estiver atento, perceberá que esta e muitas outras prática não são alternativas, no sentido disjuntivo da palavra. Uma não exclui obrigatoriamente qualquer outra. Não é por acaso que o vocabulário evolui para Medicinas Complementares, como a designação em inglês aponta: CAM – Complementary and Alternative Medicine.

Em Portugal a legislação escolheu o termo “Terapêuticas Não Complementares”. O porquê desta escolha, poderia ser alvo de um estudo sociológico, e quiçá, psicanalítico.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s